Uma página sobre o eléctrico, de hoje e de ontem...
.Quem Tem Viajado

contadores web
   
.Mais sobre mim
.Pesquisar neste blog
 
.Posts recentes

CARREIRA Nº 28 - MARTIM M...

CARREIRA Nº 28 - GRAÇA - ...

CARREIRA Nº 28 - RUA DA C...

CARREIRA Nº 27 - CAMPOLID...

CARREIRA Nº 25 - R. ALFÂN...

CARREIRA Nº 25 / 26 - EST...

CARREIRA Nº 25 / 26 - EST...

CARREIRA Nº 24 - CARMO - ...

CARREIRA Nº 22 / 23 - S. ...

CARREIRA Nº 22 / 23 - S. ...

.Outras carreiras
Tags

todas as tags

.Arquivos

Maio 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Fevereiro 2010

Agosto 2009

Julho 2009

Maio 2009

Fevereiro 2009

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Abril 2007

blogs SAPO
subscrever feeds
Quem Viaja
online
Domingo, 14 de Setembro de 2008
CARREIRA Nº 1 - PRAÇA DO CHILE - BENFICA

Depois da implantação da primeira fase da rede do Metropolitano, os eléctricos foram retirados do eixo Restauradores - Av. Liberdade - Marquês de Pombal - Av. Fontes Pereira de Melo - Av. António Augusto Aguiar.

 

Todas as carreiras que circulavam nestas artérias passaram a ter outros destinos e trajectos.

 

A Carreira nº 1 foi uma delas. Passou a circular entre a Praça do Chile e Benfica.

 

O percurso passou a ser:

 

Praça do Chile, Rua António Pereira Carrilho, Largo do Leão, Av. Manuel da Maia, Av. Rovisco Pais, Arco do Cego, Av. Duque de Ávila, S. Sebastião, R. Dr. Nicolau Bettencourt*, Praça de Espanha, Rua Professor Lima Basto*, Sete Rios, Estrada de Benfica e Benfica.

 

(* segmentos da Estrada de Benfica com nova toponímia)

 

Esta carreira foi suprimida em 1973.

 

Os Locais:

 

Praça do Chile (Anos 50)

Judah Benoliel

(Uma curiosidade: este fontanário foi transferido para o Largo D. Estefânia, onde ainda se encontra, e substituído pela estátua de Fernão de Magalhães)

 

R. António Pereira Carrilho / Largo do Leão / Av. Manuel da Maia (1966)

Arnaldo Madureira

 

Av. Rovisco Pais

Arnaldo Madureira

 

Arco do Cego (Estação)

Artur Goulart

 

Av. Duque de Ávila (início dos anos 70)

DR

 

S. Sebastião (R. Dr. Nicolau Bettencourt)

DR

 

Praça de Espanha

DR

 

R. Professor Lima Basto (IPO) (início dos anos 70)

DR

 

Sete Rios (1961)

Artur Goulart

 

Estrada de Benfica / Jardim Zoológico

Eduardo Portugal

 

Estrada de Benfica / Calhariz (Anos 50)

Judah Benoliel

 

Benfica / Terminal (Vista a partir da Rua Emília das Neves)

João H. Goulart

 

 

Música: "O Amarelo da Carris"
Conduzido por Visitante às 15:09
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
|
12 comentários:
De ide!as a 14 de Setembro de 2008 às 19:35
Parabéns pelas imagens aqui apresentadas. Os eléctricos são um motivo muito interessante, para além das fotos antigas. É um blog para ver e rever com atenção. Voltarei cá.
De Visitante a 14 de Setembro de 2008 às 22:24
Olá, ide!as, e bem vindo a este espaço.

Será sempre bem vindo.

Cumprimentos
Visitante
De mariola a 14 de Setembro de 2008 às 21:49

Parabéns!

Renovo os meus agradecimentos, pela possibilidade de rever coisas que ainda moram na memória do meu coração.

O interessante neste "Post" é que meus Pais tinham uma casa na Ave Alm Reis, mesmo junto à celebérrima Praça do Chile. Por transmissão o imóvel pertence-me ainda hoje, onde fico quando vou a Lisboa. Por pouco não aparecia na foto! Que engraçado.

Muito grato, abraço-o com amizade.

Vasconcelos
De Visitante a 14 de Setembro de 2008 às 22:30
Olá, Vasconcelos.

Vamos ver... Talvez apareça numa outra foto...

É que a Praça do Chile era, na altura um cruzamento e terminal de algumas carreiras.

E esta é apenas a primeira...

Como "há mais marés que marinheiros"...

Um abraço
Visitante
De * * Grilinha * * a 18 de Setembro de 2008 às 10:05
O 16 e o 27 eram as minhas carreiras diárias.

O Poço do Bispo tinha outra alma com os eléctricos cheios de operários e miudos para a escola.
De Visitante a 18 de Setembro de 2008 às 13:49
Olá, Grilinha

Tem lá calma contigo!

Lá virá o dia em que o "teu" Poço do Bispo aparecerá.

Continuação das melhoras do teu braço.

Beijinho
Visitante
De zipar a 30 de Julho de 2011 às 22:45
que saudades das carreiras 3-16 e 27 até ao P. Bispo, além de todas as outras, para o 27 muitas vezes corri para apanhar o bilhete operário que só os electricos dispunham (salvo erro) para ir para a escola Afonso Domingues
De * * Grilinha * * a 31 de Julho de 2011 às 02:22
Outros tempos.
Eu apanhava o bilhete operário no eléctrico do poço do Bispo para a Patrício Prazeres (um pouco mais à frente da Afonso).
Pelo que sei a Afonso Domingues vai ser demolida.
Cá em casa o marido ao saber desta notíciia foi como se lhe tirassem um bocado do seu passado pois andou lá até ao 11º ano porque o 12º só se fazia na escola em frente ao ISEL.
E o betão e o alcatrão a tomar conta destes espaços.
A Fábrica do Sabão tb será demolida.
Por lá trabalhou o meu Pai, Eu estagiei e muitos tios lá trabalharam até à reforma ou ao encerramento.
De João Fernando Valdez de Oliveira a 10 de Janeiro de 2011 às 16:53
Boa tarde, em relação à carreira 1, eu recordo com saudade, em que esta carreira tinha o seu início nos Restauradores, junto do café Palladium , de onde saia as carreiras 1A para o jardim zoológico e a 13 para Carnide, com a chegada do metro estas carreiras foram desviadas para praça do Chile e a supressão da 1A , lembro-me que que havia a transferência metro/carris em sete-rios e em entre-campos esta que ligava a carreira 2 para o Lumiar/Est. da Torre, é pena a supressão destas carreiras nos anos 70, assim como de outras de longo curso.
De Visitante a 10 de Janeiro de 2011 às 20:15
Olá, João

O progresso não soube esperar por melhores condições de circulação...

É pena que o investimento feito em material mais veloz não tenha sido acompanhado por uma política de criação de novas linhas de eléctricos rápidos.

Enfim...

Cumprimentos
Visitante
De João Fernando Valdez de Oliveira a 11 de Janeiro de 2011 às 18:08
Não sei se haverá fotos do desvio do percurso dos eléctricos, nos finais dos anos 50, aquando das obras para metro no Marquês de Pombal, as carreiras foram desviadas a partir do marquês de Pombal para a Avenida Duque de Loulé e Rua Camilo Castelo Branco, prosseguindo depois pela Avenida Fontes Pereira de Melo, percurso já normal.
No arquivo de Setembro de 2008 falta foto do terminal dos eléctricos em Benfica, (tipo Raquete) eu tenho essa foto, só não sei para onde enviar, eu sei destas situações porque moro em Benfica desde 1955.
De Visitante a 16 de Janeiro de 2011 às 20:45
Olá, João

Pode enviar-me a foto para henrique_marques1956@sapo.pt

É o endereço associado aos meus blogs.

Cumprimentos
Visitante

Comentar post