Uma página sobre o eléctrico, de hoje e de ontem...
.Quem Tem Viajado

contadores web
   
.Mais sobre mim
.Pesquisar neste blog
 
.Posts recentes

CARREIRA Nº 28 - MARTIM M...

CARREIRA Nº 28 - GRAÇA - ...

CARREIRA Nº 28 - RUA DA C...

CARREIRA Nº 27 - CAMPOLID...

CARREIRA Nº 25 - R. ALFÂN...

CARREIRA Nº 25 / 26 - EST...

CARREIRA Nº 25 / 26 - EST...

CARREIRA Nº 24 - CARMO - ...

CARREIRA Nº 22 / 23 - S. ...

CARREIRA Nº 22 / 23 - S. ...

.Outras carreiras
Tags

todas as tags

.Arquivos

Maio 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Fevereiro 2010

Agosto 2009

Julho 2009

Maio 2009

Fevereiro 2009

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Abril 2007

blogs SAPO
subscrever feeds
Quem Viaja
online
Domingo, 7 de Fevereiro de 2010
CARREIRA Nº 12 - MARTIM MONIZ - S. TOMÉ

 

Esta carreira foi, desde sempre, a de menor extensão. Veio substituir a linha do "elevador da Graça".

 

A exemplo de outras, sofreu algumas alterações desde a sua inauguração, em Janeiro de 1915, altura em que ligava o Rossio a S. Tomé. Em Dezembro de 1926, o seu término foi transferido para a Praça da Figueira, fixando-se no Largo Martim Moniz em Março de 1947.

 

Finalmente, nos anos 90, foi transformada em carreira de circulação. Mas isso será objecto do "post" seguinte.

 

Percurso: Largo Martim Moniz, Rua dos Cavaleiros, Largo do Terreirinho, Calçada de Santo André, Largo Rodrigues de Freitas e Rua de S. Tomé.

 

Os locais:

 

Largo Martim Moniz

 

Rua dos Cavaleiros

 

Largo do Terreirinho

 

Largo do Terreirinho / Calçada de Santo André

 

Calçada de Santo André

 

Calçada de Santo André / Largo Rodrigues de Freitas / Costa do Castelo

 

Largo Rodrigues de Freitas, antes da demolição do prédio que se vê à direita...

 

... e depois da demolição

 

Largo Rodrigues de Freitas / Rua do Salvador / Rua de S. Tomé

 

Rua de S. Tomé (terminal)

Fotos DR, excepto as identificadas

Conduzido por Visitante às 17:07
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
|
11 comentários:
De Viajante a 7 de Fevereiro de 2010 às 18:46
Então e a carreira para o Dafundo e para a Cruz Quebrada ?
E o Eléctrico Operário?
Está nos seus planos falar de mais carreiras que existiram ?
Muito interessante este seu blog.
Parabéns!
lisboeta
De Visitante a 7 de Fevereiro de 2010 às 20:12
Olá, Viajante

Em primeiro lugar, obrigado pela sua apreciação.

Este blog tem seguido a ordem numérica das carreiras .

Há-de chegar a vez da carreira do Dafundo e Cruz Quebrada.

A questão do "eléctrico operário" há-de ser objecto de um "post" próprio.

Cumprimentos
Visitante
De Ricardo Moreira a 7 de Fevereiro de 2010 às 19:15
Já que fala no elevador da Graça, planeia falar dos elevadores de Lisboa?
De Visitante a 7 de Fevereiro de 2010 às 20:14
Olá, Ricardo.

Claro que sim, ou nem fossem eles parte da paisagem lisboeta.

Visitante
De Pedro a 9 de Fevereiro de 2010 às 10:18
Bom dia,

O Eléctricos está em destaque nos Blogs do SAPO.

Parabéns pelo blog e boa continuação.

Pedro

PS: Só recomendo mudar a cor da letra nos comentários na personalização intermédia, pois azul com vermelho fica muito difícil de escrever. Avise-nos se precisar de ajuda.
De Visitante a 9 de Fevereiro de 2010 às 12:29
Obrigado, Pedro

Está feito. Optei por mudar a cor de fundo, pois esta não aparece no aspecto final.

Cumprimentos
Visitante
De http://software_gratis.blogs.sapo.pt/ a 9 de Fevereiro de 2010 às 22:25
Parabéns pelo destaque, é sem duvida meritório, pena é que este país não invista mais na nossa história e cultura, até breve
De MT-Teresa a 10 de Fevereiro de 2010 às 07:08
Parabéns de novo, Henrique.

Este teu registo dos eléctricos e de Lisboa de outros tempos é precioso. Para quando a carreira de Sete-Rios até Benfica?

Beijinhos
De Headhunter Madrid a 10 de Fevereiro de 2010 às 10:38
Parabéns pelo blog e principalmente delo destaque no sapo blogs
De Rui Gama a 5 de Março de 2011 às 07:35
Interessante, mas gostaria de o corrigir. Pelo menos nos anos 60/70/80 em que eu nasci e vivi na graca, os electricos era o 11 e o 12, que faziam circunvalacao em linhas opostas e paravam sempre na graca. Velhos tempos :-)
De Visitante a 5 de Março de 2011 às 13:24
Olá, Rui

Se disser "10 e 11", concordo consigo...

Aliás, isso é fácil de confirmar. Veja o "post" onde abordo essa carreira de circulação. e repare na fotografia dos dois eléctricos "caixotes", lado a lado na antiga paragem do Largo da Graça (onde o 28 efectuava a inversão/mudança de linha, lembra-se?).

O 12 de então era só entre o Martim Moniz e S. Tomé.

Cumprimentos
Visitante


Comentar post