Uma página sobre o eléctrico, de hoje e de ontem...
.Quem Tem Viajado

contadores web
   
.Mais sobre mim
.Pesquisar neste blog
 
.Posts recentes

CARREIRA Nº 28 - MARTIM M...

CARREIRA Nº 28 - GRAÇA - ...

CARREIRA Nº 28 - RUA DA C...

CARREIRA Nº 27 - CAMPOLID...

CARREIRA Nº 25 - R. ALFÂN...

CARREIRA Nº 25 / 26 - EST...

CARREIRA Nº 25 / 26 - EST...

CARREIRA Nº 24 - CARMO - ...

CARREIRA Nº 22 / 23 - S. ...

CARREIRA Nº 22 / 23 - S. ...

.Outras carreiras
Tags

todas as tags

.Arquivos

Maio 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Fevereiro 2010

Agosto 2009

Julho 2009

Maio 2009

Fevereiro 2009

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Abril 2007

blogs SAPO
subscrever feeds
Quem Viaja
online
Domingo, 9 de Agosto de 2009
CARREIRA Nº 9 - POÇO DO BISPO - SANTOS

 

Esta carreira, inaugurada em 1901,  teve, a exemplo de várias outras, algumas variantes:

 

Rossio - Poço do Bispo (1901)

Praça do Comércio - Poço do Bispo (1947)

Santos - Poço do Bispo (desde 1954)

 

Foi suprimida em 1966, por fusão com a carreira 16.

  

Percurso: Praça David Leandro da Silva (Poço do Bispo), Rua do Açúçar, Rua do Beato, Rua de Xabregas, Madre de Deus, Calçada da Cruz da Pedra, Rua de Santa Apolónia, Largo Caminhos de Ferro, Estação de Santa Apolónia, Lg. Chafariz de Dentro, R. Terreiro do Trigo, Campo das Cebolas, Rua da Alfândega, Praça do Comércio, Rua do Arsenal, Largo do Corpo Santo...

 

Aqui, verificava-se uma alternância de percurso, pois, por exemplo, um carro seguia por: Rua de São Paulo*, Rua da Boavista*, Largo do Conde Barão*, Largo Vitorino Damásio* - percurso inverso pela Av. 24 de Julho* e Cais do Sodré* - e Largo de Santos.

 

... e o carro seguinte percorria o Cais do Sodré*, Av.24 de Julho* - percurso inverso pelo Largo Vitorino Damásio*, Largo do Conde Barão*, Rua da Boavista* e Rua de São Paulo* - e Largo de Santos.

 

  

Os locais:

 

Poço do Bispo - Terminal 

 

Rua do Açúcar - Mitra 

 

Rua do Beato 

 

Calçada de D. Gastão / Rua do Grilo

 

Calçada de D. Gastão

 

Rua de Xabregas

 

Rua de Xabregas / Viaduto

 

Rua da Madre de Deus

 

Rua da Madre de Deus / Calçada da Cruz da Pedra

 

Calçada da Cruz da Pedra

 

Rua de Santa Apolónia 

 

Estação de Santa Apolónia

 

Largo do Chafariz de Dentro

 

Largo do Terreiro do Trigo 

 

R. Cais de Santarém / Campo das Cebolas 

 

Campo das Cebolas

 

Praça do Comércio 

 

Rua do Arsenal

 

Praça do Município

 

Rua do Arsenal / Corpo Santo

 

Rua de São Paulo* 

 

Rua da Boavista*

 

Largo do Conde Barão*

 

Largo Vitorino Damásio*

 

Av. 24 de Julho* (retorno)

 

Cais do Sodré* (retorno)

 

Largo de Santos

 

Todas as fotos DR, excepto as identificadas

 

Conduzido por Visitante às 03:07
Link do post | Comentar | Adicionar aos favoritos
|
8 comentários:
De Ricardo Moreira a 9 de Agosto de 2009 às 10:11
Havia alguma forma de distinguir esses dois "tipos"? Presumo que inicialmente a bandeira de via poderia servir para isso, mas quando a mesma deixou de existir, como se vê na foto da Praça do Comércio, como seria?
De Visitante a 9 de Agosto de 2009 às 16:47
Olá, Ricardo

Sinceramente, não sei.

Eu lembro-me desse pormenor porque, quando eu era criança e frequentava a Escola Primária na Rua de S. Paulo - precisamente o edifício que se vê e,m primeiro plano à direita na foto desta rua -, verificava essa alternância (e não havia "raquetes" ou "ésses" no Largo de Santos que possibilitassem a inversão de marcha no mesmo sentido).

Um abraço
Visitante
De Agostinho Paiva Sobreira a 11 de Agosto de 2009 às 23:36
Também gosto muito de eléctricos (ou não tivesse eu na família pessoas ligadas à CARRIS). Principalmente quando eles circulavam pela "minha" XABREGAS.
Fico à espera da Carreira 9/A - Rua de Alfandega/Poço do Bispo. A paragem ficava sensivelmente na Rua dos Arameiros, junto à Rua dos Bacalhoeiros/Rua de Alfandega.
Parabéns pela excelente página.
Um abraço
APS
De Visitante a 12 de Agosto de 2009 às 11:36
Olá, Agostinho, e obrigado pelas suas palavras.

Como a carreira 9-A ocupava parte do percurso da carreira 9, sendo pois um mero desdobramento, optei por não a diferenciar (tal como fiz com as antigas carreiras 1-A, 1-B e 2-A).

Quanto a esse terminal, lá iremos em devido tempo...

Entretanto, se tiver qualquer informação adicional que entenda prestar sobre cada carreira, à medida que eu as for colocando aqui no blog, sinta-se à vontade para o fazer.

Um abraço

Visitante
De lcfilipe a 24 de Agosto de 2009 às 23:58
Ao contrário das outras carreiras com letras (1A, 2A, 3A) que tinham mesmo estatuto de "carreira", o 9A não era uma carreira na verdadeira acepção do termo. O que se passa é que os carros extraordinários do 9 foram sendo encurtados para desafogar a Baixa e em 1950 construiu-se uma raquete especial na Rua da Alfândega só para eles. A Carris nunca "reconheceu" nenhuma carreira 9A :-)
De Visitante a 25 de Agosto de 2009 às 09:06
Obrigado pela sua informação, Luis.

Visitante
De Agostinho Paiva Sobreira a 19 de Setembro de 2009 às 00:55
Caro Henrique Marques

Aquele Largo ou "Raquete" onde se situava o "Terminal" da Carreira 9A (Rua de Alfandega), chamavam aquele aglomerado de casas e de armazéns situado entre as ruas dos Bacalhoeiros, da Alfandega e dos Arameiros e o Campo das Cebolas, «O TERREIRINHO DAS FARINHAS».

Um abraço
[Error: Irreparable invalid markup ('<br [...] <a>') in entry. Owner must fix manually. Raw contents below.]

Caro Henrique Marques <BR><BR>Aquele Largo ou "Raquete" onde se situava o "Terminal" da Carreira 9A (Rua de Alfandega), chamavam aquele aglomerado de casas e de armazéns situado entre as ruas dos Bacalhoeiros, da Alfandega e dos Arameiros e o Campo das Cebolas, «O TERREIRINHO DAS FARINHAS». <BR><BR>Um abraço <BR class=incorrect name="incorrect" <a>APS</A>
De Antonio Matos a 19 de Novembro de 2014 às 22:04
Há algum tempo reparei que no recinto do Convento do Beato existiam carris embutido no pavimento, com uma bitola aparentemente igual à da rede da CARRIS. Em tempos funcionou uma fábrica de moagem neste convento.Seria uma rede interna ou teria ligação à rede de elétricos?
Alguém tem informação sobre a finalidade desta linha?
um abraço

Comentar post